domingo, 21 de fevereiro de 2016

Buscando a Provisão em Tempos de Crise

Buscando a Provisão em Tempos de Crise
 
 
Texto: 2 Rs 3.13-20

Introdução: Três reis (Jorão de Israel, Josafá de Judá e o rei de Edom) estão em marcha contra Mesa, rei de moabe. A causa: Mesa se rebelou contra Jorão, após a morte de Acabe, seu pai, e não mais lhe pagava tributo. No meio do caminho, após sete dias de marcha, se instala uma tremenda crise: estavam no deserto e sem água para o exército e para os animais. Era tempo de crise e angústia; tempo de deserto; tempo de sequidão. Nesse momento, todo o projeto de conquista se tornou inviável. Só Deus para trazer a solução. Chamam então o profeta Eliseu e o milagre acontece!

Como Ser Provido nos Tempos do Deserto?

1- Restaurar a Voz Profética:
Encher os céus com palavras proféticas. O inimigo sempre vai tentar inibir e paralisar a nossa voz profética. Nossas palavras constroem ou destroem reinos. Em tempos de crise e angústias, ouse liberar as palavras proféticas de provisão e vitória! No verso 17 lemos que ainda que nossos olhos não nos dêem pistas de que algo vai acontecer, Deus diz que a provisão virá! Aleluia! Nunca se intimide pelas impressões da sua alma, profetize que esse deserto se encherá da provisão de Deus e a vitória virá.

2- Restaurar os Atos Proféticos:
Toda profecia requer uma atitude compatível. Não basta liberar a palavra profética; precisamos realizar atos proféticos. São mensagens liberadas no plano físico com projeção para o plano espiritual.
- São atos de fé que se apóiam em palavras proféticas liberadas. O abrir covas foi um ato profético realizado debaixo da profecia de provisão. Antes das águas virem, eles precisavam demonstrar que criam e esperavam que elas chegariam. Além de liberar a palavra profética nos céus do deserto, é preciso ter, no deserto, atitudes de fé compatíveis com a profecia e a esperança. Não só libere palavras de vida e provisão sobre sua vida, cônjuge, filhos, família, células, discípulos etc., mas aja conforme a profecia liberada, mostrando que a sua palavra profética tem um selo ou memorial na Terra. Não diga só que ama, aja como quem ama! Não diga só que perdoa, aja como quem perdoa!

3- Restaurar a Adoração Profética:
No verso 20 vemos que no dia seguinte ao cavar as covas, na hora da adoração, as águas vieram. É poderosa a adoração liberada nos tempos de crise! Profecia e atos proféticos precisam ser regados pela adoração ao Senhor. Na adoração a provisão vem. O inimigo quer nos roubar a adoração, fazendo-nos reféns das crises, circunstâncias, emoções e sentimentos. Isto rouba a nossa identidade (a de adoradores) e a nossa provisão. Na adoração a glória de Deus vem e, com ela, a provisão sobrenatural do Senhor!

Conclusão: Adore ao Senhor em toda e qualquer situação. Encha os céus sobre a sua cabeça com palavras proféticas de vida e vitória. Profetize a solução. Semeie a boa semente para colher o bom fruto. Aja como quem já recebeu a vitória. Não se impressione com a visão do deserto ou da crise, tenha atitudes profeticamente corretas. Fale, aja e adore ao Senhor. A provisão virá! Deus é 100% fiel!