domingo, 17 de julho de 2016

ETÃ OU JEDUTUM

ETÃ OU JEDUTUM

Etã era da tribo de Levi, filho de Quisi, membro do clã dos meraritas (da família de Merari - I Cr 6.44). Alguns estudiosos e comentaristas[1] da Bíblia atribuem Jedutum como sendo a mesma pessoa, o nome talvez tenha sido mudado depois da sua nomeação pelo rei Davi. Jedutum fora designado por Davi para dirigir a música no tabernáculo (e Templo). Mestre da música (I Cr 16.41,43; 25.1), sua descendência também fora formada por músicos exemplares (II Cr 25.15; Ne 11.17).
Jedutum foi habitante das aldeias dos netofatitas (I Cr 9.16). Tocou címbalos e trombetas quando a arca foi levada para Jerusalém (I Cr 16.4,42) e estava sob as ordens diretas do rei, teve seis filhos (I Cr 25.1,3,6). Jedutum também liderou os cânticos de louvor e ações de graças quando a arca foi levada para o templo no reinado de Salomão (II Cr 5.12,13). Um escritor cristão comenta a participação dos descendentes de Jedutum como músicos fiéis em seu comissionado (GARDNER, Paul): 
No avivamento que houve no tempo de Ezequias, é interessante notar que os descendentes de Jedutum estavam entre os primeiros levitas a se envolver na purificação e na nova consagração do Templo (II Cr 29.14,15). Mais tarde, seus descendentes também estavam presentes no avivamento que houve no reinado de Josias, em Judá (35.15). Outros descendentes também foram listados entre os primeiros levitas que retornaram a Jerusalém após o exílio (Ne 11.17) 
Jedutum no hebraico significa “aquele que louva”. Sua função era celebrar, confessar e louvar Yahweh com cânticos e instrumentos musicais. Seu instrumento principal era a harpa, mas também tocava trombetas, liras e címbalos (I Cr 16.42; II Cr 5.12). O escritor Gardner, explica: 
Seus filhos foram porteiros no Tabernáculo e depois no Templo (I Cr 16.38). Alguns dos salmos de Davi provavelmente foram escritos por Jedutum e seus músicos (Sl 39;62;77). Este homem era líder de uma família de levitas, os quais, através dos anos, provaram uma contínua fidelidade ao Senhor e ao seu serviço. Obviamente a música era um dom na família, o qual era utilizado com alegria no louvor a Deus. 
O que gostaríamos de destacar na vida de Jedutum como líder e músico é o fato que nos textos apresentados, observamos que Deus instituiu rituais e tradições no culto do povo israelita, esperando uma atitude de intimidade no relacionamento com Ele que estes rituais simbolizavam. Deus não quer mostrar o quanto é exigente e rígido, mas que através de suas orientações, graciosamente demonstra seu amor ao orientar e sustentar seus filhos.
Em I Crônicas 15 e 16 quando é narrada a jornada da arca para Jerusalém, observamos que o texto separa este momento em duas fases: preparação e santificação para este momento (I Cr 15.1-15); e a celebração de um culto alegre e bem organizado (I Cr 15.16-29). Os levitas se santificaram e se qualificaram como músicos para este momento tão esperado pelo povo israelita, conduzido e orientado pelo rei Davi.
A primeira fase desta preparação envolvia tanto o lugar como a preparação do próprio povo para este momento. Os levitas estavam prontos para servir ao Senhor e à congregação (I Cr 15.1-10). A principal função dos levitas era ministrar perante a arca e liderar o culto com a música, invocando, agradecendo e louvando a Deus. O comentarista bíblico Martin Selman, faz a seguinte afirmação: 
O segundo estágio da preparação dos levitas era “santificar” a si mesmos (I Cr 15.12,14 “tornarem-se santos”). Essa era uma atividade importante para ficarem prontos para o serviço de Deus, e foi também empreendida pelos sacerdotes e levitas durante os reinados de Salomão (II Cr 5.11), Ezequias ( II Cr 29.5,15,34; 30.15, 24; 31.18), e Josias ( II Cr 35.6). Em cada caso, o favor de Deus depois veio sobre Israel. A santificação exigia separação de toda forma de “impureza” ( Lv 16.19; II Sm 11.4) [...] 
Os líderes deviam se consagrar para a tarefa que lhes fora confiado, por isto, removiam toda sorte de impurezas antes de cumprirem suas funções de dirigir o louvor e ações de graças a Deus.
A obediência a Palavra de Deus sempre removerá a ira do Senhor e conduzirá a bênçãos estabelecidas por Ele segundo seu plano perfeito. A função do músico até os dias de hoje está associada tanto a trabalho (ministrar e servir) quanto a adorar. Isto implica em restabelecer uma comunhão sincera e genuína com Deus através da consagração, ou seja, primeiramente da remoção de pecados e depois a separação para um serviço exclusivo a Deus. O ato de louvar a Deus só será possível quando somos purificados de nossos pecados, pois só quem está perdoado, ou seja, só quem vive de acordo com os princípios estabelecidos por Deus, pode verdadeiramente cantar a Ele, este ato de contrição deve ser uma preparação antes de o músico ministrar em nossas igrejas.

FALANDO DE VIDA ETERNA: O que é a glória de Deus?

O que é a glória de Deus?

A glória de Deus é a beleza do Seu espírito. Não é uma beleza estética ou material, mas é a beleza que emana do Seu caráter, de tudo o que Ele é. Tiago 1:10 convida um homem rico a "orgulhar-se se passar a viver em condição humilde", indicando uma glória que não significa riqueza, poder ou beleza material. Esta glória pode coroar o homem ou encher a terra. É vista dentro do homem e na terra, mas não pertence a eles, só a Deus. A glória do homem é a beleza do espírito do homem, a qual é falível e passageira, sendo assim humilhante, como nos diz o versículo. Entretanto, a glória de Deus, manifesta através do conjunto dos Seus atributos, nunca passa. É eterna.

Isaías 43:7 diz que Deus nos criou para a Sua glória. Em contexto com os outros versículos, pode-se dizer que o homem "glorifica" a Deus porque através do homem a glória de Deus pode ser vista em coisas como o amor, música, heroísmo e assim por diante -- coisas pertencentes a Deus que carregamos em "vasos de barro" (2 Coríntios 4:7). Somos os vasos que "contêm" a Sua glória. Todas as coisas que somos capazes de fazer e ser encontram a sua fonte nEle. Deus interage com a natureza da mesma maneira. A natureza exibe a Sua glória. Sua glória é revelada à mente do homem através do mundo material de muitas formas, e muitas vezes de formas diferentes para pessoas diferentes. Uma pessoa pode maravilhar-se com a visão das montanhas, enquanto outra talvez ame a beleza do mar. Entretanto, aquilo que está por trás de ambas (a glória de Deus) fala com as pessoas e as conecta com Deus. Desta forma, Deus é capaz de Se revelar a todos os homens, independente de sua raça, patrimônio ou localização. Como o Salmo 19:1-4 diz: "Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos. Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite. Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz. Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo."

Salmo 73:24 chama o próprio céu de "glória". Costumava ser comum ouvir os Cristãos falarem da morte como sendo "recebido na glória", a qual é uma frase tirada deste Salmo. Quando o Cristão morre, ele será levado à presença de Deus e na Sua presença será naturalmente cercado pela glória de Deus. Seremos levados ao lugar onde a beleza de Deus literalmente habita - a beleza de Seu Espírito estará lá porque Ele estará lá. Novamente, a beleza de Seu Espírito (ou a essência de quem Ele é) é a Sua "glória". Naquele lugar, a Sua glória não precisará vir através do homem ou da natureza, ao invés, será vista claramente, assim como 1 Coríntios 13:12 diz: "Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido."

No sentido humano/terreno, a glória é uma beleza ou vibração que repousa sobre o material da terra (Salmo 37:20, Salmo 49:17) e, nesse sentido, é passageira. Entretanto, a razão do seu desvanecimento é que as coisas materiais não são duradouras. Elas morrem e secam, mas a glória que se encontra nelas pertence a Deus e retorna a Ele quando a morte ou deterioração leva o material. Pense no homem rico mencionado anteriormente. O verso diz: "E o rico deve orgulhar-se se passar a viver em condição humilde, porque passará como a flor do campo." O que isso significa? O versículo está advertindo o homem rico a perceber que a sua riqueza, poder e beleza vêm de Deus, e a humilhar-se ao dar-se conta de que Deus é quem faz dele o que é e quem dá-lhe tudo o que tem. Além disso, estar consciente de que perecerá como a erva é o que vai levá-lo a perceber que a glória vem de Deus. A glória de Deus é a fonte, o manancial de onde emanam todas as pequenas glórias.

Já que a glória procede de Deus, Ele não permitirá a afirmação de que a glória seja proveniente do homem, dos ídolos do homem ou da natureza. Em Isaías 42:8, vemos um exemplo do ciúme de Deus por Sua glória. Este ciúme por Sua própria glória é o que Paulo menciona em Romanos 1:21-25 quando fala de formas em que as pessoas adoram a criatura ao invés do Criador. Em outras palavras, observam o objeto através do qual a glória de Deus procede e, em vez de dar a Deus o crédito por isso, adoram aquele animal, árvore ou homem como se a beleza que possuem tivesse se originado de dentro deles. Este é o coração da idolatria e é uma ocorrência muito comum. Todo aquele que tem vivido já cometeu esse erro em um momento ou outro. Todos já "trocamos" a glória de Deus em favor da "glória do homem".

Esse é o erro que muitas pessoas continuam a cometer: confiar nas coisas terrenas, relacionamentos terrenos, em seus próprios poderes, talentos ou beleza, ou na bondade que vêem em outras pessoas. Entretanto, quando estas coisas desaparecem e falham, como inevitavelmente acontecerá (sendo apenas portadores temporários da maior glória), essas pessoas entram em desespero. O que precisamos compreender é que a glória de Deus é constante e, ao viajarmos através da vida, poderemos vê-la manifestada aqui e ali, nessa pessoa ou naquela floresta, ou em uma história de amor ou de heroísmo, fictícia ou não, ou em nossas próprias vidas pessoais. Entretanto, tudo isso volta a Deus no final. E o único caminho para Deus é através de Seu Filho, Jesus Cristo. Encontraremos a fonte de toda a beleza nEle, no céu, se estivermos em Cristo. Nada será perdido para nós. Todas essas coisas que desvaneceram na vida encontraremos novamente nEle.

FALANDO DE VIDA ETERNA: Qual é o sentido da vida?

Qual é o sentido da vida?

Qual é o sentido da vida? Como posso encontrar propósito, realização e satisfação na vida? Terei o potencial de realizar algo de significância duradoura? Há tantas pessoas que jamais pararam para pensar no sentido da vida. Anos mais tarde elas olham para trás e se perguntam por que seus relacionamentos não deram certo e por que se sentem tão vazias, mesmo tendo alcançado algum objetivo anteriormente estabelecido. Um jogador de baseball que alcançou o hall da fama deste esporte foi questionado sobre o que gostaria que lhe tivessem dito quando ainda estava começando a jogar baseball. Ele respondeu: “Eu gostaria que alguém tivesse me dito que quando você chega ao topo, não há nada lá.” Muitos objetivos revelam o quanto são vazios apenas depois que vários anos foram perdidos em sua busca.

Em nossa sociedade humanística, as pessoas vão atrás de muitos propósitos, pensando que neles encontrarão sentido. Entre eles estão: sucesso nos negócios, prosperidade, bons relacionamentos, sexo, entretenimento, fazer o bem aos outros, etc. As pessoas já viram que, mesmo quando atingiram seus propósitos de prosperidade, relacionamentos e prazer, havia ainda uma grande lacuna interior – um sentimento de vazio que nada parecia preencher.

O autor do livro Bíblico de Eclesiastes expressa este sentimento quando diz: “Vaidade de vaidades, ...tudo é vaidade.” Este autor tinha prosperidade além da medida, sabedoria maior que de qualquer homem de seu tempo ou do nosso, mulheres às centenas, palácios e jardins que eram a inveja de outros reinos, a melhor comida e o melhor vinho e toda a forma possível de diversão. E ele disse, em dado momento, que qualquer coisa que seu coração quisesse, ele buscava. E mesmo assim ele resumiu a “vida debaixo do sol” (a vida vivida como se tudo o que nela há é o que podemos ver com nossos olhos e experimentar com nossos sentidos) como sendo sem significado! Por que existe tal vazio? Porque Deus nos criou para algo além do que nós podemos experimentar aqui e agora. Disse Salomão a respeito de Deus: "Ele também pôs a eternidade no coração dos homens..." Nos nossos corações, nós sabemos que o “aqui e agora” não é tudo o que há.

Em Gênesis, o primeiro livro da Bíblia, vemos que Deus criou a humanidade à Sua imagem (Gênesis 1:26). Isto significa que nós somos mais parecidos com Deus do que com qualquer outra coisa (qualquer outra forma de vida). Nós também vemos que antes da humanidade cair em pecado e a maldição vir por sobre a terra, as seguintes afirmações eram verdadeiras: (1) Deus fez o homem uma criatura social (Gênesis 2:18-25); (2) Deus deu trabalho ao homem (Gênesis 2:15); (3) Deus tinha comunhão com o homem (Gênesis 3:8); e (4) Deus deu ao homem domínio sobre a terra (Gênesis 1:26). Qual o significado disto? Eu creio que Deus tinha como intenção, com cada uma destas coisas, acrescentar realização a nossa vida, porém tudo isto (especialmente a comunhão do homem com Deus) foi adversamente afetado pela queda do homem em pecado e conseqüente maldição sobre a terra (Gênesis 3).

No Apocalipse, o último livro da Bíblia, ao final de muitos outros eventos do fim dos tempos, Deus revela que Ele irá destruir a atual terra e céu que conhecemos e conduzir-nos ao estado eterno, criando um novo céu e uma nova terra. Neste tempo, Ele irá restaurar a comunhão total com a humanidade redimida. Alguns da humanidade terão sido julgados indignos e jogados ao Lago de Fogo (Apocalipse 20:11-15). E a maldição do pecado será eliminada; não haverá mais pecado, tristeza, doença, morte, dor, etc. (Apocalipse 21:4). E aqueles que crêem herdarão todas as coisas; Deus habitará com eles, e eles serão Seus filhos (Apocalipse 21:7). Portanto, chegamos ao ponto inicial de que Deus nos criou para termos comunhão com Ele; o homem pecou, quebrando tal comunhão; Deus restaura esta comunhão completamente no estado eterno com aqueles julgados dignos por Ele. Agora, passar a vida inteira alcançando qualquer coisa e todas as coisas apenas para morrer separado de Deus pela eternidade seria mais do que fútil! Mas Deus providenciou uma maneira não apenas de tornar possível a eterna alegria espiritual (Lucas 23:43), mas também para vivermos esta vida com satisfação e sentido. Então, como esta eterna alegria espiritual e o “céu na terra” são obtidos?

O SENTIDO DA VIDA RESTAURADO ATRAVÉS DE JESUS CRISTO

Como fizemos alusão acima, o real sentido, tanto agora como na eternidade, é encontrado ao se restaurar o relacionamento com Deus, relacionamento que foi perdido quando Adão e Eva caíram em pecado. Hoje, este relacionamento com Deus somente é possível através de Seu Filho, Jesus Cristo (Atos 4:12; João 14:6; João 1:12). A vida eterna é recebida quando alguém se arrepende de seu pecado (ao não querer mais continuar nele, mas que Cristo o mude e faça dele uma nova pessoa) e começa a confiar em Jesus Cristo como Salvador (veja a questão “Qual é o plano da salvação?” para mais informações sobre este assunto tão importante).

Porém, o real sentido da vida não é encontrado meramente em descobrir Jesus como Salvador (apesar do quão maravilhoso ser). Ao invés disso, o real sentido da vida é encontrado ao se começar a seguir a Cristo como Seu discípulo, aprendendo Dele, passando tempo com Ele na Sua Palavra, a Bíblia, tendo comunhão com Ele em oração e caminhando com Ele em obediência aos Seus mandamentos. Se você é um descrente (ou talvez um novo crente), você deve estar dizendo a si mesmo: “Isto não me soa assim tão incrível e realizador!” Mas por favor, leia um pouco mais. Jesus fez as seguintes declarações:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11:28-30). “...eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10:10b). “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.” (Mateus 16:24-25). E nos Salmos encontramos o seguinte: “Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração.” (Salmos 37:4).

O que todos estes versículos estão dizendo é que nós temos uma escolha. Nós podemos continuar buscando guiar nossas próprias vidas (com o resultado de vivermos uma vida vazia) ou podemos escolher seguir a Deus buscando Sua vontade para as nossas vidas com todo o nosso coração (o que resultará em uma vida vivida por completo, tendo os desejos do nosso coração atendidos e encontrando contentamento e satisfação). Isto é assim porque o nosso Criador nos ama e deseja o melhor para nós (não necessariamente a vida mais fácil, mas a com mais satisfação).

Para finalizar, eu gostaria de compartilhar uma analogia emprestada de um amigo pastor. Se você é um fã de esportes e decide ir a um jogo profissional, você pode poupar algum dinheiro e pegar um lugar “bem baratinho”, longe da ação, nas posições mais altas do estádio, ou você pode gastar bem mais e ficar bem perto e aproveitar com mais vivacidade a ação. É assim na vida Cristã. Assistir à obra de Deus EM PRIMEIRA MÃO não é para os cristãos de domingo. Eles não pagaram o preço. Assistir à obra de Deus EM PRIMEIRA MÃO é para o discípulo de Cristo que o é de todo o coração, aquele que parou de ir atrás das suas próprias vontades a fim de seguir os propósitos de Deus em sua vida. ELES pagaram o preço (rendição completa a Cristo e a Sua vontade); eles estão vivendo a vida ao máximo; e eles podem encarar a si próprios, seus amigos e seu Criador sem remorsos! Você já pagou o preço? Sente vontade? Se a resposta é sim, você nunca mais sentirá fome de sentido e propósito.

FALANDO DE VIDA ETERNA: Como posso vencer o pecado em minha vida cristã?

Como posso vencer o pecado em minha vida cristã?

A Bíblia apresenta vários recursos diferentes para nos ajudar em nossos esforços para vencer o pecado. Nesta vida, nunca seremos perfeitamente vitoriosos sobre o pecado (1 João 1:8), mas esse ainda deve ser o nosso objetivo. Com a ajuda de Deus, e ao seguir os princípios da Sua Palavra, podemos progressivamente vencer o pecado e nos tornar mais e mais como Cristo.

O primeiro recurso que a Bíblia menciona em nosso esforço para vencer o pecado é o Espírito Santo. Deus nos deu o Espírito Santo para que possamos ser vitoriosos na vida cristã. Deus contrasta os feitos da carne com o fruto do Espírito em Gálatas 5:16-25. Nessa passagem, somos chamados a andar no Espírito. Todos os crentes já possuem o Espírito Santo, mas esta passagem nos diz que precisamos andar no Espírito, cedendo ao Seu controle. Isto significa escolher consistentemente seguir a direção do Espírito Santo em nossas vidas ao invés de seguir a carne.

A diferença que o Espírito Santo pode fazer é demonstrada na vida de Pedro, o qual, antes de ser cheio do Espírito Santo, negou Jesus três vezes -- e isso depois de dizer que seguiria a Cristo até a morte. Depois de ser cheio do Espírito, ele falou abertamente e fortemente com os judeus no Pentecostes.

Andamos no Espírito quando tentamos não apagar a Sua direção (como mencionado em 1 Tessalonicenses 5:19) e ao invés disso buscamos estar cheios do Espírito (Efésios 5:18-21). Como se pode ser cheio do Espírito Santo? Em primeiro lugar, é escolha de Deus assim como era no Antigo Testamento. Ele selecionou indivíduos para realizar uma obra que queria que fosse cumprida e encheu-os com o Seu Espírito (Gênesis 41:38; Êxodo 31:3; Números 24:2; 1 Samuel 10:10). Há evidências em Efésios 5:18-21 e Colossenses 3:16 de que Deus escolhe encher aqueles que se abastecem com a Palavra de Deus. Isso nos leva ao segundo recurso.

A Palavra de Deus, a Bíblia, diz que Deus nos deu a Sua Palavra para nos equipar para toda boa obra (2 Timóteo 3:16-17). Ela nos ensina a como viver e em que acreditar, revela quando escolhemos caminhos errados, ajuda-nos a voltar ao caminho certo e a permanecer neste caminho. Hebreus 4:12 nos diz que a Palavra de Deus é viva e eficaz, capaz de penetrar em nossos corações para erradicar e superar os pecados mais profundos do coração e da atitude. O salmista fala sobre o poder transformador da Palavra de Deus em Salmo 119. Josué disse que a chave do sucesso para vencer seus inimigos era não se esquecer deste recurso, mas meditar nela dia e noite e obedecê-la. Isto ele fez, mesmo quando o que Deus ordenou não fazia sentido (como uma estratégia militar), e esta foi a chave para a sua vitória em suas batalhas pela Terra Prometida.

A Bíblia é um recurso que muitas vezes não levamos a sério. Damos prova disso ao levarmos nossas Bíblias para a igreja ou ao lermos um devocional diário ou um capítulo por dia, mas falhamos em memorizá-la, meditar nela ou em aplicá-la em nossas vidas; falhamos em confessar os pecados que ela revela ou em louvar a Deus pelos Seus dons. Quando se trata da Bíblia, muitas vezes somos ou anoréxicos ou bulímicos. Ou ingerimos apenas o suficiente da Palavra de Deus para manter-nos vivos espiritualmente (mas nunca ingerindo o suficiente para sermos cristãos saudáveis e prósperos), ou nos alimentamos frequentemente sem nunca suficientemente meditarmos nela para conseguir nutrição espiritual.

É importante, se você ainda não tiver o hábito de diariamente estudar e memorizar a Palavra de Deus, que você comece a fazê-lo. Alguns acham que é útil começar um diário. Crie o hábito de não deixar a Palavra até que tenha escrito algo que aprendeu. Alguns registram orações para Deus, pedindo-Lhe que os ajude a mudar nas áreas sobre as quais Ele falou aos seus corações. A Bíblia é a ferramenta que o Espírito usa em nossas vidas (Efésios 6:17), uma parte essencial e importante da armadura que Deus nos dá para lutarmos em nossas batalhas espirituais (Efésios 6:12-18).

Um terceiro recurso fundamental na nossa batalha contra o pecado é a oração. Novamente, é um recurso que os cristãos frequentemente dão valor da boca para fora mas que raramente usam. Temos reuniões de oração, momentos de oração, etc., mas não usamos a oração da mesma forma que a igreja primitiva (Atos 3:1; 4:31; 6:4; 13:1-3). Paulo repetidamente menciona como ele orava por aqueles a quem ministrava. Deus nos deu promessas maravilhosas a respeito da oração (Mateus 7:7-11, Lucas 18:1-8, João 6:23-27, 1 João 5:14-15), e Paulo inclui a oração em sua passagem sobre como se preparar para a batalha espiritual (Efésios 6:18).

Quão importante é a oração para vencer o pecado em nossas vidas? Temos as palavras de Cristo a Pedro no Jardim do Getsêmani, pouco antes da negação de Pedro. Enquanto Jesus ora, Pedro está dormindo. Jesus o acorda e diz: "Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca"(Mateus 26:41). Nós, como Pedro, queremos fazer o que é certo, mas não encontramos forças. Precisamos seguir o alerta de Deus para continuarmos buscando, batendo, pedindo - e Ele nos dará a força de que precisamos (Mateus 7:7). A oração não é uma fórmula mágica. A oração é simplesmente reconhecer nossas próprias limitações e o poder inesgotável de Deus e voltar-nos a Ele para encontrar a força de fazer o que Ele quer que façamos, não o que queremos fazer (1 João 5:14-15).

Um quarto recurso em nossa guerra para vencer o pecado é a igreja, a comunhão de outros crentes. Quando Jesus enviou Seus discípulos, Ele os enviou dois a dois (Mateus 10:1). Os missionários em Atos não saíram um de cada vez, mas em grupos de dois ou mais. Jesus ordena que não deixemos de congregar-nos juntos, mas que usemos esse tempo para encorajar uns aos outros em amor e boas obras (Hebreus 10:24). Ele nos diz para confessarmos os nossos pecados uns aos outros (Tiago 5:16). Na literatura sapiencial do Antigo Testamento, aprendemos que como o ferro afia o ferro, um homem afia o outro (Provérbios 27:17). Há força em grupos (Eclesiastes 4:11-12).

Muitos cristãos acham que ter um parceiro para prestação de contas pode ser um benefício enorme em superar pecados teimosos. Ter uma outra pessoa que possa falar com você, orar com você, encorajá-lo e até mesmo repreendê-lo é de grande valor. A tentação é comum a todos nós (1 Coríntios 10:13). Ter um parceiro ou um grupo de prestação de contas pode nos dar a dose final de encorajamento e motivação de que precisamos para superar até mesmo os mais teimosos dos pecados.

Às vezes a vitória sobre o pecado vem rapidamente. Outras vezes, a vitória vem mais devagar. Deus prometeu que ao fazermos uso de Seus recursos, Ele vai progressivamente trazer mudanças em nossas vidas. Podemos perseverar em nossos esforços para vencer o pecado porque sabemos que Ele é fiel às Suas promessas.

FALANDO DE VIDA ETERNA: O que a Bíblia diz sobre o evangelho da prosperida...

O que a Bíblia diz sobre o evangelho da prosperidade?

No evangelho da prosperidade, também conhecido como a religião “Palavra da Fé”, o fiel é encorajado a usar a Deus, enquanto a verdade do Cristianismo bíblico é justamente o contrário – Deus usa o fiel. A Palavra da Fé ou Teologia da Prosperidade enxerga o Espírito Santo como um poder a ser usado para qualquer coisa que o crente queira alcançar. O Movimento do Evangelho da Prosperidade muito se parece com a ganância tão destrutiva que infiltrou a igreja primitiva. Paulo e os outros apóstolos não tentaram conciliar sua teologia com a dos falsos mestres que tentaram propagar tal heresia. Eles os identificaram como mestres falsos e perigosos e muito encorajaram os Cristãos a evitá-los.

Paulo advertiu Timóteo sobre: "Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão." (1 Timóteo 6:5; 9-11)

Paulo disse que avareza é idolatria (Efésios 5:5) e instruiu os crentes de Efésios a evitarem qualquer pessoa que trouxesse uma mensagem de imoralidade ou avareza (Efésios 5:6-7). O ensino de prosperidade impede que Deus trabalhe sozinho, quer dizer, Deus não é o Senhor de tudo porque Ele não pode trabalhar até darmos a Ele a autoridade para assim fazer. Fé, de acordo com a doutrina da Palavra da Fé, não é confiança submissiva a Deus; fé é uma fórmula pela qual manipulamos as leis espirituais, as quais os professores da prosperidade acreditam que governam o universo. Assim como o nome "Palavra da Fé" implica, esse movimento ensina que a fé é só uma questão do que dizemos, mais do que em quem confiamos ou quais verdades adotamos e afirmamos em nossos corações.

Um termo favorito no movimento Palavra da Fé é "confissão positiva". Refere-se ao ensino de que palavras têm poder criativo. O que você diz, assim os mestres da Palavra da Fé afirmam, determina tudo o que acontece com você. Suas confissões, especialmente os favores que você exige de Deus, devem ser afirmados positivamente e sem qualquer dúvida de que vão acontecer. Então Deus tem a responsabilidade de responder a tal pedido (como se o homem pudesse exigir qualquer coisa de Deus!). Portanto, a habilidade de Deus de nos abençoar supostamente depende da nossa fé. Tiago 4:13-16 claramente contradiz esse ensinamento: "Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. Mas agora vos gloriais em vossas presunções; toda a glória tal como esta é maligna".

Longe de enfatizar a importância de riquezas, a Bíblia nos adverte contra ir atrás de bens. Os crentes, principalmente os líderes da igreja (1 Timóteo 3:3), devem se livrar do amor ao dinheiro (Hebreus 13:5). O amor ao dinheiro leva a várias formas de mal (1 Timóteo 6:10). Jesus advertiu: " Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui" (Lucas 12:15). Em grande contraste à ênfase da Palavra da Fé em ganhar dinheiro e ter muitas posses nessa vida, Jesus disse: "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam" (Mateus 6:19). A contradição irreconciliável entre o ensino do evangelho da prosperidade e o evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo é resumido nas palavras de Jesus em Mateus 6:24: "Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro."

FALANDO DE VIDA ETERNA: Histórias do Antigo Testamento

Histórias do Antigo Testamento



0 Começo
A criação e o pecado - Gênesis 2.4 - 3.24
O primeiro assassinato - Gênesis 4.1-15
Noé e o dilúvio - Gênesis 6.1 - 9.17
A Torre de Babel - Gênesis 11.1-9
O chamado a Abraão - Gênesis 12.1-9
A destruição de Sodoma e Gomorra - Gênesis 19.1-28
Agar e Ismael - Gênesis 16.1-15; 21.9-21
O nascimento de Isaque - Gênesis 21.1-8
Abraão oferece Isaque como oferenda - Gênesis 22.1-19
A hist6ria de Jacó - Gênesis 25.19-35.29
A hist6ria de José - Gênesis 37-50
Moisés no Egito - Êxodo 1.14
Moisés vagueia pelo deserto - Êxodo 15.22-20.26; 3 1.18-34.35; Números 20-21.25
Os dez mandamentos - Exodo 20.1-17; Deuteronômio 5.1-21
Ba1aão e o rei de Moabe - Números 22-24
Pessoas de Grande Fé no Antigo Testamento
Raabe ajuda os espias israelitas - Josué 2
Josué, estrategista militar - Josué 3; 6
Débora, uma mulher de poder e juízo - Juízes 4-5
Gideão, o conquistador - Juízes 6.11-8.32
Sansão, homem de grande força - Juízes 13-16
Rute, mulher leal e devota - Rute 1-4
Samuel, o profeta que escutou a Deus - I Samuel 1-3; 7-10; 12; 15; 16
Saul, primeiro rei de Israel - I Samuel 8-11; 13; 15; 28; 31
Davi, o rei pastor - I Samuel 16-27; 2 Samuel 2; 11; 29-30.25; 12; 15.1-8; 18; I Reis 1.1-31; 2.1-11
Salomão, o Rei sábio - I Reis 2.12-11.43
Elias, o grande profeta - I Reis 17-19; 21; II Reis 1
Eliseu, sucessor de Elias - II Reis 2; 4-7.2; 13.14-21
Neemias, um construtor heróico - Neemias 1; 2; 4
Ester, uma rainha valente - Ester 1-10
Daniel, um profeta de valor - Daniel 1-6
Jonas, o missionário renitente - Jonas 1-4

FALANDO DE VIDA ETERNA: Eliseu faz flutuar o ferro de um machado

Eliseu faz flutuar o ferro de um machado



ELISEU FAZ FLUTUAR O FERRO DE UM MACHADO (2 REIS 6:1-7)

"E sucedeu que, derribando um deles uma viga, o ferro caiu na água, e clamou e disse: Ai! Meu senhor! Porque era emprestado". (2 Reis 6:5)

O sucessor de Elias é colocado novamente diante de uma inusitada situação. Eliseu vai até o Jordão com os filhos dos profetas para pegar as "vigas" (toras de madeira para construções), e no cortar destas madeiras um deles deixa cair o ferro do machado no rio, causando uma não pequena preocupação, pelo fato de ser emprestado. E Eliseu, lançando uma madeira, fez nadar o ferro. O problema foi solucionado. Que lição nos passa este evento registrado pelas Escrituras?

"E disseram os filhos dos profetas a Eliseu: Eis que o lugar em
que habitamos diante da tua face nos é estreito". (6:1)

Os filhos dos profetas tinham a visão e a preocupação nas melhorias para o povo. O objetivo de "crescer" move a obra de Deus. Não se atua no Reino apenas porque outros o fazem, nem por ser uma mera obrigação, mas porque o crescimento da igreja é um fator relevante. "A igreja...crescia em número". (Atos 9:31)

"Vamos, pois, até ao Jordão". (6:2)

A iniciativa estava intrinsecamente ligada a vontade de trabalhar. Não basta ficar esperando a idéia se confirmar através de opiniões diversas, mas fazer acontecer! Quem fica a esperar pelos outros não tem um desejo profundo pela obra. ("Vamos") A unidade também era um baluarte na vitória.

"E disse ele: ide". (6:2b)

O aval de Eliseu libera os filhos dos profetas a cumprirem o propósito a qual foram inspirados. Eliseu não se deixa ser levado por nenhum sentimento de ciúme ou inveja, classificando a obra somente para os "mais velhos". Longe de todo tipo de preconceito ou complexo, Eliseu declara o "ide" que mais tarde Jesus viria comissionar todos os seus discípulos: "Ide por todo mundo". (Marcos 16:15)

"E disse um: Serve-te de ires com os teus servos. E disse: Eu irei". (6:3)

Os filhos dos profetas reconheciam a experiência de Eliseu, razão de convidá-lo a ir. Respeitava-o, não somente por ele ser um profeta, mas por Eliseu ser um homem veterano na obra, e um exemplar homem de Deus. O respeito e admiração ele conquistou não por ser o "mais velho", mas por sua sincera dedicação na causa do Reino. "Sou mais prudente que os velhos, porque guardo os teus preceitos". (Salmo 119:100)

"Ai! Meu senhor! Porque era emprestado". (6:5)

Os nossos dons são como ferramentas de trabalho, que nos são emprestados para o crescimento da obra de Deus. É preciso sempre vigilância e oração na seara. Um descuido e a queda é fatal. Na parábola dos Dez Talentos (Mateus 25:14-30) a condenação veio para quem "enterrou", ou seja, descuidou, não usou, ou usou de forma errada, de maneira que não produziu crescimento. O uso dos talentos tem que ser feito com muito cuidado. Nem devagar demais, nem forte demais, para que o "ferro do machado" não caia. Muitos usam de violência, pensando que assim irão obter respeito. O uso da força, sem sabedoria, pode destruir uma ferramenta. Trabalhando corretamente, usa-se menos força, e o resultado é sempre positivo. "Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade. Nem como dominadores sobre os que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho". (1 Pedro 5:2,3)

"E disse o homem de Deus: Onde caiu?" (6:6)

Mesmo com todos os nossos defeitos, erros, falhas, mesmo que um de nós venha a cair, tropeçar, o Senhor da Ceifa quer nos devolver a ferramenta, e continuarmos a trabalhar. Ele quer que você confesse onde foi a sua queda, onde foi que você parou, e lhe devolver os dons, e assim continuar a desenvolver seus talentos. Busque de novo. Ore de novo.

"Então, ele estendeu a sua mão e o tomou". (6:7)

Agora só depende de você! Basta apenas que você busque. O Senhor Jesus, o autor da nossa redenção, já estendeu a madeira da cruz para reerguer a sua vida, para reerguer os seus dons novamente, e você voltar a ativa, com o mesmo potencial de antes, ou até maior. Há pessoas que citam frases conhecidas do tipo: "Quem caiu (pecou) nunca mais é o mesmo". Isso é mentira!!! Quando o filho pródigo retornou a casa a festa foi maior. (Lucas 15:11-32) Os maiores homens de Deus, registrados na Bíblia, caíram, pecaram, mataram, se arrependeram, caíram de novo, se arrependeram de novo, e foram usados poderosamente por Deus. Isso não é uma liberação para pecar a vontade, mas nos mostra que um arrependimento sincero traz o real perdão. Não devemos pecar nunca! Mas se pecarmos, temos junto ao Pai um advogado: Jesus Cristo. (1 João 2:1)

"Porque onde abundou o pecado, superabundou a graça de Deus". (Romanos 5:20)

FALANDO DE VIDA ETERNA: A BÍBLIA ENSINA SOBRE A CRIAÇÃO

A BÍBLIA ENSINA SOBRE A CRIAÇÃO



INTRODUÇÃO
        A Bíblia não discute o tema evolução, pois inicia armando que "No principio criou DEUS os céus e a terra". O que evoluiriam seria a ciência, as pesquisas, o saber (Dn 12:4). Ela não entra em detalhes sobre os assuntos postos. Apenas afirma. Não se preocupa em explicar, por exemplo, se os 6 dias da criação foram dias de 24 horas como os de hoje.

        Este autor acredita que a criação foi realmente feita como está escrita literalmente em Gênesis. Analisando alguns dados científicos, relacionados com a vida vegetal e animal sobre a terra, os registros fósseis, e outros dados, pudemos verificar que a criação, exatamente como relatada no livro de Gênesis, é a mais viável, não necessitando de nenhuma suposição, como fazem a evolução, a evolução progressiva dirigida por DEUS ou mesmo a evolução que atribui a DEUS a interferência nos elos inexplicáveis com métodos científicos.
        A seguir, são citados os pontos mais visíveis que viabilizam a criação em deis dias, conforme Gênesis 1 e 2.
A FORMAÇÃO DAS ESPÉCIES

A evolução prega que as espécies foram aparecendo, de acordo com mutações nos seres iniciais, de acordo com a necessidade de ambiental de sobrevivência. Hoke em dia, sabemos que existem muitas variações dentro da mesma espécie. Por exemplo: vários cruzamentos genéticos em cães tem propiciado o aparecimento de novas raças. Mas continuam sendo cães. Não se tem notícia de que um animal, de uma espécie tenha sofrido mutações a ponto de mudar de espécie. Aliás, a maioria das mutações leva seres vivos à morte.
AS LEIS DA NATUREZA

Todas as leis da Física e da Biologia têm total compatibilidade, se houver o pressuposto de que num determinado momento todo o universo estava criado e maduro, e começou a validade das leis da natureza.
O UNIVERSO APARECEU TODO NA SEMANA DA CRIAÇÃO
Não existe nenhuma evidência de que esteja havendo evolução em todo o tempo registrado. Os fósseis encontrados anteriormente, e ainda em nossos dias, indicam que os seres de outrora eram exatamente como os de hoje, ou seja não existe nada sobre as espécies transitórias definidas pela teoria da evolução.
A ORIGEM DA VIDA
Conforme a teoria da evolução, o primeiro ser vivente surgiu da combinação de vários acontecimentos físicos químicos. Pelo conhecimento atual a respeito deste assunto, sabe-se que o mecanismo necessário para proporcionar vida desencadearia um processo de desintegração da célula criada logo a seguir ( amino ácidos e enzimas). Isto está de acordo com a segunda lei da Termodinâmica, que versa sobre a tendência à desorganização dos sistemas organizados. Pensar numa situação mais simples: colocar todas as peças de um relógio dentro de uma caixa e sacudi-la até que o mesmo seja completamente montado. A vida conforme Gn 2:7 é muito mais viável.
A INTERPRETAÇÃO BÍBLICA
As teorias que tentam harmonizar a Bíblia com a evolução fazem uma interpretação figurada de Gênesis 1 e 2. Ora, muitos outros livros usam Gênesis literalmente, inclusive o próprio SENHOR JESUS (Mt 24:38-39). Logo, se estas teorias forem certas, a Bíblia está toda comprometida. E temos viso, claramente, que quanto mais o tempo passa mais informações tem sido encontradas para as Escrituras Sagradas, em todos os ramos do conhecimento humano.
EFEITOS DA TEORIA DA EVOLUÇÃO
Os que estudarem a Bíblia como um todo verão que ela é criacionista. O inicio da evolução testa, aquela que tenta harmonizar a revelação bíblica com a evolução, foi motivada pela falta de argumentos para contestar a evolução emergente.

Este foi o caminho que vários cristão trilharam para o ateísmo. Aliás, os ateus mais importantes do mundo (Darwin, Hitler, Stalin e outros) tiveram como base se seu ateísmo os escritos de Darwin. Darwin afirmou, no capítulo 6 de seu livro Descendente do Homem, que chegaria o tempo em que os povos de raça branca destruiriam os de raça negra. Ele também pensava que os macacos antropóides (ancestrais do homem, segundo Darwin) se tornariam extintos. Quando estes dois eventos ocorressem eventos, a evidência da evolução teria finalmente chegado.
CONCLUSÃO
É muito difícil, para não dizer impossível, que a Bíblia seja lida e interpretada conforme interesses de alguém e que não fique nenhum "furo". Os que agem assim, ou são mau orientados ou fazem por má fé. Precisamos ter muito cuidado com as interpretações bíblicas que tentam aproxima-la da Teoria da Evolução, pois esta tem se revelado uma poderosa arma usada por Satanás para desviar o ser humano do verdadeiro Criador.

FALANDO DE VIDA ETERNA: ACUMULANDO DINHEIRO

ACUMULANDO DINHEIRO





E disse Jesus: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui. A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. 

E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.

Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? 

Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. (Lucas 12:15-21)

Voce pode obter uma fortuna honestamente, pode ficar rico através do seu talento, voce pode ser bem sucedido se ganhar na loteria.

Não há nada de errado nisso. Mas quando se tem dinheiro é melhor planejar e saber administrar a vida espiritual, física e emocional.

Onde está o erro acumulando dinheiro?

O que vai fazer com seu dinheiro?

Vai dizer a si mesmo, que agora você pode tudo, você juntou, ganhou, trabalhou, voce vai poder descansar pro resto de sua vida, por muitos anos estará seguro, vai curtir, comer, beber, ficar alegre e se divertir muito.

Aí é que mora o perigo, pois um minuto para frente, além do que estamos vivendo, não sabemos o que vai acontecer, tudo que vier a seguir nos está oculto, debaixo da mão de Deus

Não pense que acumulando dinheiro voce vai poder dizer: "agora sim, eu tenho, eu posso, eu faço, eu consigo, o dinheiro é meu"

  Vocêpode acordar no dia seguinte, e na presença de Deus, o senhor vai dizer: "louco, insensato!"

Quem ficará com o que você preparou? Você pensou que poderia fazer tantas coisas, mas chegou sua hora, você vai morrer.

Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?(Lucas 12:20)

O que você pensa que vai fazer, se você não tem controle do tempo da sua vida aqui. Muitos são os planos dos homens, mas de Deus vem a resposta exata

Não seja tolo depositando toda sua confiança no dinheiro, muitos fazem isso, não é errado sonhar, fazer planos, projetos de vida, ter objetivos claros, a longo prazo, também é normal, todos fazem isso, mas, se nos teus planos Deus não estiver incluído, muita coisa pode não dar certo.

Não seja insensato com seu dinheiro e com toda riqueza que conseguiu ajuntar, fale com a pessoa certa, fale com Deus, diga: aqui está o meu dinheiro, e agora, o que o Senhor pede que eu faça.

Deus não critica nossas riquezas e posses, mas, critica nossa arrogancia e estupidez, nossa pré-potencia, confiança exagerada nas riquezas achando que com elas teremos descanso e paz de espírito.

Se não existisse Deus, guardar e acumular riquezas seria a unica fonte segura de respostas para um futuro incerto.

A humanidade há muito tempo vem correndo atrás de dinheiro para sobreviver.

Não se preocupe com essa correria desenfreada atrás de dinheiro, para a maioria dos mortais ele é neutro, pode ser usado onde quiser, da forma que quiser, obter ele de qualquer jeito, mas se não usá-lo de forma certa, Deus não abençoará

E Jesus disse aos seus discípulos: Portanto vos digo: Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é a vida do que o sustento, e o corpo mais do que as vestes.

Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves? E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura?

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.

E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

Não pergunteis, pois, que haveis de comer, ou que haveis de beber, e não andeis inquietos. (Lucas 12:22-29)

Muita gente anda inquieta por causa de dinheiro e sobre tudo que ainda vai fazer e precisa ser feito.

Seja rico de espírito, para de se inquietar, use seu trabalho, sua fé, e seu dinheiro pra sua provisão, mas tenha uma visão voltada para o reino de Deus, reparta seu tempo, dons e talentos, compartilhe, conviva com os outros, colabore com os planos de Deus. 

  Vocênasceu para servir a Deus e não para servir ao dinheiro e ser escravo de todas as compulsões e inquietações que a falta de administração de seu dinheiro produz.

Os passos de um homem bom são confirmados pelo SENHOR, e deleita-se no seu caminho. Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o SENHOR o sustém com a sua mão. Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão. Compadece-se sempre, e empresta, e a sua semente é abençoada. (Salmos 37:23-26)

A mensagem das escrituras é bem clara: Deus tudo possui e abençoa aqueles que se submetem a sua vontade e fazem o bem, é justo e só pensa em fazer o que é bom.

Deus tudo vai prover em beneficio dos bons administradores desta terra, dá proteção e direção para aqueles que lhe obedecem

Deus é rico para aqueles que o amam, e desde cedo Deus observa os homens na terra:

Nasce o sol e logo se acolhem, e se deitam nos seus covis. Então sai o homem à sua obra e ao seu trabalho, até à tarde. O SENHOR, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas.

Assim é este mar grande e muito espaçoso, onde há seres sem número, animais pequenos e grandes. Ali andam os navios; Todos esperam de ti, que lhes dês o seu sustento em tempo oportuno.

Dando-lho tu, eles o recolhem; abres a tua mão, e se enchem de bens. Escondes o teu rosto, e ficam perturbados; se lhes tiras o fôlego, morrem, e voltam para o seu pó. Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra. A glória do SENHOR durará para sempre; o SENHOR se alegrará nas suas obras. (Salmos 104:22-31)

Deus é o grande provedor, façamos o que ele quer, fiquemos atento as suas exigencias. Dele nada se pode tirar, Dele nada pode ficar oculto. As pessoas que tentam ficar ricas, acabam se enroscando em outras adversidades.

Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna. (1 Timóteo 6:17-19)

Paulo cita uma lista de bons conselhos aos que querem ficar ricos - Ser rico em boas obras, generosos e prontos a repartir e compartilhar. 

O homem sábio ora e trabalha, mesmo sendo pobre, Deus lhe escuta e lhe abençoa. O homem humilde, enriquece, acumula riquezas e se esquece de Deus.

A maior riqueza, ainda que muitos não entendem, ainda é ter Jesus no coração, com ele a gente é feliz, não há necessidades espirituais, nem emocionais, porque tudo o que voce tem ou possa ainda possuir não é seu, a sua vida é dom de Deus.

As escrituras deixam uma coisa bem clara: seus dons, talentos, seu dinheiro, seu corpo, seu espírito não são seus, é emprestado por Deus, foi ele quem concedeu todas as coisas na terra

Eis que os céus e os céus dos céus são do SENHOR teu Deus, a terra e tudo o que nela há.

(Deuteronômio 10:14)

Tua é, SENHOR, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, SENHOR, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e o dar força a tudo.

(1 Crônicas 29:11-12)

Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos.

(Ageu 2:8)

Não ponham a esperança na incerteza das riquezas. Ponham a esperança em Deus, o único que nos dá provisão, direção e proteção

Muitos continuam e estão percorrendo este caminho incerto de busca desenfreada por dinheiro e paz de espírito, não sejam influenciados pelas pessoas egoístas e gananciosas 

Não temas, quando alguém se enriquece, quando a glória da sua casa se engrandece.

Porque, quando morrer, nada levará consigo, nem a sua glória o acompanhará.Ainda que na sua vida ele bendisse a sua alma; e os homens te louvarão, quando fizeres bem a ti mesmo, Irá para a geração de seus pais; eles nunca verão a luz. O homem que está em honra, e não tem entendimento, é semelhante aos animais, que perecem.

(Salmos 49:16-20)

Quando olhamos para as circunstâncias difíceis da vida, pensamos como é bom ter dinheiro, mas não conhecemos bem a alma e o espírito das pessoas que tem muito dinheiro.

Para Deus é muito melhor termos entendimento de quem somos e quem Ele é, porque existe um reino espiritual embutido dentro de nós, é o reino de Deus e só com ele no controle seremos felizes.

Esta é a melhor riqueza, junte menos e seja mais, compartilhe o que tem, procure ser alguém, do que ter as coisas e viver num vazio existencial

Não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; façam o bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna. Guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e ás oposições da falsamente chamada ciência, A qual, professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. 

(1 Timóteo 6:17-21)

FALANDO DE VIDA ETERNA: TRANSBORDAR E AMAR OS OUTROS

TRANSBORDAR E AMAR OS OUTROS



CONHECIMENTO SEM AMOR: ATÉ ONDE DEVEMOS CHEGAR?

Devemos tomar muito cuidado com todo excesso de conhecimento; podemos ler bons livros, sermos bons alunos na escola, ter muitas experiências inovadoras, pessoa inteligente, culta, saber falar e ouvir muito bem, ainda que fosse um profeta, um homem de Deus, mas sem amor NADA SEREMOS

Até mesmo quando lemos a Biblia podemos deparar com este versículo: Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para aconselhar, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. (2 Timóteo 3:16-17)

Porém, para que não somente apoiamos nosso conhecimento em nossa própriainteligência e saber, tudo que fazemos e aprendemos não pode ultrapassar o temor a Deus.

Todo orgulhoso e arrogante começa a pensar que é alguém superior aos demais, jamais somos melhores que os outros e se tornar um cristão "nariz empinado", não edifica ninguém, não convence, pois, quem não compartilha bênçãos não é abençoado.

TUDO O QUE A GENTE FAZ FALA MUITO MAIS DO QUE SÓ FALAR - falar é muito fácil, demonstrar o que falamos em atitudes é a nossa maior dificuldade, porque muitas vezes endurecemos o coração

Abençoado é quem compartilha, é quem transborda de conhecimento e age em amor, TRANSBORDA em todas as direções, vive em justiça e misericórdia, abençoado é quem se aperfeiçoa no amor e perdoa as falhas dos outros, deseja refazer novas amizades e se envolver nos afetos, na gentileza, na educação, na simpatia, na justiça, na cordialidade, na alegria e na paz com todos

SÓ O AMOR EDIFICA, SÓ O AMOR MANTÉM BOS RELACIONAMENTOS

...sabemos que todos temos ciência, achamos que sabemos alguma coisa em alguma área, não somos totalmente IGNORANTES. A ciência (*o conhecimento, as instruções, o muito aprendizado) nos incha (*nos deixa convencidos, inflamados, orgulhosos, cheios de si), mas só o amor edifica (*somente o AMOR edifica, cresce e se multiplica, faz efeito e é duradouro). E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber. Mas, se alguém ama a DEUS, esse é muito conhecido DELE. (1 Coríntios 8:1-3)

DEUS É AMOR: QUEM SABE MUITO DE DEUS, SABERÁ O QUE É AMOR, IRÁ TRANSBORDAR E PROSPERAR EM DIREÇÃO AS OUTRAS PESSOAS

FALANDO DE VIDA ETERNA: Quando tudo falhar

Quando tudo falhar

  Ultimo texto do Pastor David Wilkerson


O Senhor seja louvado!

Crer quando todos os recursos fracassam agrada muitíssimo a Deus e é altamente aceito por ele. Jesus disse a Tomé “Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.” João 20.29.

Bem aventurados os que crêem quando não existe evidência de uma resposta a sua oração. Bem aventurados aqueles que confiam mais além da esperança quando todos os meios fracassaram.

Alguém chegou a um lugar de desespero, ao final da esperança e ao término de todo recurso. Um ser querido enfrenta a morte, e os médicos não dão esperança. A morte parece inevitável. A esperança se foi. Orou pelo milagre, porem, esse não aconteceu.

É nesse momento quando as legiões de Satanás se dirigem a atacar sua mente com medo, ira e perguntas opressivas como “Onde está teu Deus? 

Você orou até não lhe restaram lágrimas, jejuou, permaneceu nas promessas e confiou” Pensamentos blasfemos penetraram em sua mente: “A oração falhou, a fé falhou. Não vou abandonar a Deus, porem não confiarei Nele nunca mais. Não vale a pena!” Até mesmo perguntas sobre a existência de Deus acometem sua mente!

Tudo isso foi dispositivos que Satanás empregou durante séculos. Alguns dos homens e mulheres mais piedosos de todas as eras viveram tais ataques demoníacos.

Para aqueles que passam pelo vale da sombra da morte, ouçam essas palavras: O pranto durará algumas tenebrosas e terríveis noites, mas em meio a essa escuridão logo se ouvirá o sussurro do Pai: “Eu estou contigo. Nesse momento não posso lhe dizer por que, mas um dia tudo terá sentido. Verás que tudo era parte de meu plano. Não foi um acidente. Não foi um fracasso da tua parte. Agarre-se com força. Deixe Eu te abraçar nessa hora de dor”

Amado, Deus nunca deixou de atuar em bondade e amor. Quando todos os recursos falham, Seu amor prevalece: Aferre-se a sua fé.

Permaneça firme em Sua Palavra.

Não há outra esperança nesse mundo.

Autor: Pr David Wilkerson

FALANDO DE VIDA ETERNA: Quem quer da um jeito, quem não quer da uma descul...

Quem quer da um jeito, quem não quer da uma desculpa


Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo. Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão se divertindo. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação. Sonhar nos motiva; Sonhar nos direciona; Sonhar faz a vida ter sentido; Sonhar faz a vida ter sabor; Sonhar nos dá um senso de propósito; Sonhar faz parte da nossa condição humana. Através dos sonhos gerados no coração de homens e mulheres, Deus pode promover grandes mudanças.

Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está. Em verdade, a ilusão é combustível dos perdedores.

· Quem quer fazer alguma coisa, dá um jeito.
· Quem não quer fazer nada, dá uma desculpa.
É fato. Não adianta ficar inventando desculpas pra si mesma para justificar o ato (ou a falta dele) de outra pessoa.
Ah, mas ele deve ter pego trânsito, o celular não pega onde ele está, não respondeu a mensagem porque estava muito ocupado, ele trabalha muito, Ei, para de se enganar, ok? O fato é que ele NÃO quis e ponto final.

Quando queremos, de verdade, sempre arrumamos um jeito. Viramos o mundo de ponta cabeça para trocar o plantão, colocamos o chip no celular do amigo quando ficamos sem bateria, pagamos o dobro para pegarmos um táxi e chegar à tempo, atravessamos a cidade para conseguirmos pegar o último ônibus que já estava com o motor ligado, deixamos para trás a festa de aniversário do melhor amigo, pedimos dinheiro emprestado até para quem não gosta da gente.

Quando você QUER, você FAZ acontecer. E faça mesmo!
É muito bom quando a gente quer muito uma coisa e temos que virar o mundo pra baixo para conseguir, porque a satisfação de estar alí, dentro daquele último ônibus que você só conseguiu pegar porque saiu correndo com o salto alto na mão, é única, merecedora de um espaço em alguma cena da novela das oito.

Agora quando você NÃO quiser, o melhor a fazer é simplesmente falar que NÃO QUER, A sinceridade, é uma virtude. Em vez de você ficar inventando um milhão de desculpas, nada melhor do que dizer que simplesmente não está afim. É mais BONITO.

Quem quer da um jeito. Quem não quer da uma desculpa
João 3.16 “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Na Bíblia em especial, o premio é dado a quem da um jeito de vencer:
Carta a igreja de Éfeso At. 2.7 Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.
Carta a igreja de Esmirna At. 2.11 O vencedor de nenhum modo sofrerá dano da segunda morte.
Carta a igreja de Pérgamo At. 2.17 Ao vencedor, dar-lhe-ei do maná escondido, bem como lhe darei uma pedrinha branca, e sobre essa pedrinha escrito um nome novo, o qual ninguém conhece, exceto aquele que o recebe.
Carta a igreja de Tiatira At. 2.26 Ao vencedor, que guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações.
Carta a igreja de Sardes At. 3.5 O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Carta a igreja de Filadélfia At. 3.12 Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome.
Carta a igreja de Laudicéia At. 3.21 Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono.

NÓS PERTENCEMOS A UMA GERAÇÃO DE VENCEDORES
Todos podem duvidar do seu sucesso, menos você. Você nasceu para vencer. Dê um jeito de ser um vencedor.

Temos sempre diante de nós muitos desafios a serem vencidos
Novos projetos, novos sonhos. Crises que precisam ser vencidas. Desafios a serem superados em todas as áreas: Finaceira, saúde, conjugal, familiar, espiritual, profissional, etc...
Veja em cada um desses desafios, uma oportunidade para mostrar o seu valor, sua fé e sua capacidade de reação e para demonstrar a todos o Deus forte que você serve.

Você tem duas opções:
· Dar um jeito e vencer
· Ou dar uma desculpa e sair derrotado.
O Maior sinal de derrota é quando já não se crê na vitória.
Não há vitórias sem conflitos, nem arco-iris sem nuvens e temporais
Se não há inimigo, não há luta; se não há luta, não há vitória; se não há vitória não há coroa.
Deus nos dará a vitória se formos a luta.
No dia da vitória não se sente a fadiga.
A arte de vencer se aprende nas derrotas.

Muitos em vez de irem a luta preferem dar uma desculpa
Noventa por cento dos fracassos ocorrem com pessoas que costumam sempre apresentar desculpas.
Quem se desculpa quase sempre se acusa.

- "Comprei um sítio e tenho de dar uma olhada nele. Peço que me desculpe."
- "Comprei cinco juntas de bois e preciso ver se trabalham bem. Peço que me desculpe."
- "Acabei de casar e por isso não posso ir."

Vamos pensar numa desculpa que você já ouviu alguém dizer:
Não tenho dinheiro, sou muito moço, sou muito velho, Está muito frio, está muito quente, não tenho estudo, não sou pago para fazer isso, é obrigação de outro (Pastor), ganho pouco, não posso dar o dízimo, etc...

Deus não que que você dê desculpas, e sim que você de um jeito.
Hebreus 12: 1 Assim nós temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor. Portanto, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra firmemente em nós e continuemos a correr, sem desanimar, a corrida marcada para nós. Hebreus 10:39 Nós não somos gente que volta atrás e se perde. Pelo contrário, temos fé e somos salvos.

Alguns exemplos Bíblico:

Josué e Calebe como espias em Canaã. Números 13:30 Aí o povo começou a reclamar contra Moisés, mas Calebe os fez calar e disse: - Vamos atacar agora e conquistar a terra deles; nós somos fortes e vamos conseguir isso!
O povo se acovardou preferiu preferiu dar ouvidos aos outros 10 espias. Se esconderam atrás da desculpa de que os inimigos eram gigantes e eles pareciam como gafanhotos. E por essa razão sofreram 40 anos no deserto. Não desanime, O DESERTO É MUITO MAIS DOLOROSO. Eles poderiam ter conquistado Canaã naquela época, mas preferiram dar um desculpa.

O Cego de Jericó
Lucas 18.39 As pessoas que iam na frente o repreenderam e mandaram que ele calasse a boca. Mas ele gritava ainda mais: -Filho de Davi, tenha pena de mim!
Ele não deixou que os críticos e céticos calassem sua boca a sua boca, enfrentou sua limitações e clamou ainda mais forte. Como resultado, Jesus parou para ouvi-lo.
Ele poderia ter desistido, mas quem quer não desiste, dá um jeito.

A mulher do fluxo de Sangue
Mt. 9.21 Pois ela pensava assim: "Se eu apenas tocar na capa dele, ficarei curada."
Foi em busca de sua benção, superou a multidão e conseguiu dar um toque de fé na orla das vestes de Jesus. Como recompensa, sai virtude de Jesus e foi curada instantaneamente.
Ela poderia ter desistido, tinha todas as desculpas para isso, mas quer dá um jeito.

A cura de um paralítico
Lucas 5. 19 Porém, por causa da multidão, não conseguiram entrar com o paralítico. Então o carregaram para cima do telhado. Fizeram uma abertura nas telhas e o desceram na sua cama em frente de Jesus, no meio das pessoas que estavam ali.
Tanto o paralítico como seus amigos que o levaram foram insistentes, apesar de toda dificuldade encontrada. Eles queria muito o milagre. Seja Criativo, de um jeito, abra portas aonde não tem.

Zaqueu queria ver Jesus
Lucas 19: 3-4 Ele estava tentando ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, pois Zaqueu era muito baixo. Então correu adiante da multidão e subiu numa figueira brava para ver Jesus, que devia passar por ali.
Não se envergonhe de tomar atitudes que possam parecer estranhas, a recompensa supera todo o esforço.
Dê um jeito, ainda que seja preciso subir numa árvore, ainda que alguém ria de você.
Ele quer pousar na sua casa.

Deus quis salvar você:
João 3.16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
No antigo Testamento usou todas as formas: Fez alianças, Levantou um povo, Enviou a lei através de Moisés, Usou os profetas e Juizes, Levantou reis como: Davi, mas nada disso resolveu:
Deus podia muito bem ter dado uma desculpa e abandonado o homem para sofrer as consequência dos seus erros nas garras do inimigo.
Mas Deus não queria. Ele nos amou tanto que preferiu dar um jeito:

O Jeito de Deus foi JESUS NO CALVÁRIO.
Foi dolorido, sofreu tentação, sofreu traição, foi escarnecido, foi açoitado, foi coroado com espinhos, pregado no madeiro, derramou todo o seu sangue, seu coração explodiu por causa da agonia.
Ele poderia interromper o sofrimento a qualquer momento
As milícias celestiais estavam de prontidão
Mateus 26:53 Você não sabe que, se eu pedisse ajuda ao meu Pai, ele me mandaria agora mesmo doze exércitos de anjos?

Ele não deu desculpas: Deus deu um jeito:
Morreu em seu lugar, pagou sua divida, levou sobre ele, sua culpa, suas dores e maldições. Desceu ao inferno. Tomou das mãos do diabo as chaves da morte e do inferno. Venceu a morte. Ressuscitou ao terceiro dia. Está vivo, triunfante, presente aqui. Eles diz para você:
No mundo tereis aflições, não Desanime, eu venci o mundo.
Estou contigo Todos os Dias até a consumação dos séculos.
A alegria vem pela manhã.

Deus se levanta para abençoar, quando você se levantar para agir e tomar a atitude de dar um jeito.
2 Reis 7. 5 e 7 Levantaram-se ao anoitecer para se dirigirem ao arraial dos siros; e, tendo chegado à entrada do arraial, eis que não havia lá ninguém. Pelo que se levantaram, e, fugindo ao anoitecer, deixaram as suas tendas, os seus cavalos, e os seus jumentos, e o arraial como estava; e fugiram para salvar a sua vida.

Abandone agora: o medo, a vergonha, a timidez, o cansaço, o desanimo, etc..

Acredite como Josué e Calebe. Grite como o cego de Jerico. Toque em Jesus como a Mulher do Fluxo

Suba no telhado como o aleijado. Suba na Arvore como Zaqueu. Creia em Jesus. Dê o seu jeito de orar mais, de evangelizar, de ler a Bíblia, de acertar sua vida. De aceitar Jesus.

RADIO NOVA KANAAN

Essa radio e demais .....