segunda-feira, 6 de julho de 2015

O que está pesado?

O que está pesado?

-Tema: VIDA CRISTÃ
Gálatas 6.2 e 5
-Introdução: Até que ponto deve-se ajudar uma pessoa? Talvez você já tenha passado por uma situação em que foi ajudar alguém e a própria pessoa não estava disposta a fazer sua parte deixando todo o peso em suas mãos.
Estes dois versículos do mesmo trecho nos intriga porque parece uma contradição entre eles. Primeiro diz para ajudar o irmão a levar a carga (v.2) e depois ensina que cada um deve levar seu próprio fardo (v.5). Mas o texto não se contradiz e sim traz um rico ensinamento sobre a vida cristã. O segredo para entender a mensagem está no sentido das palavras carga e fardo, usadas em forma de um trocadilho. O contexto se refere ao trato com as fraquezas do irmão e como ajudar além de estar sempre atento para as próprias dificuldades (Efésios 6.1-8).
Você precisa de ajuda?
Vamos aprender o sentido desta mensagem a partir das palavras-chave do texto:


1- CARGA: v.2 “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo”.
A palavra carga no original é baros1 [ba/rh] “nas páginas do Novo Testamento utilizado somente no sentido figurado, uma carga... incômodo, peso”2.
Esta primeira palavra se aplica no sentido prático de ‘pesos’ que surgem na vida. Situações em que a pessoa vive problemas difíceis de suportar sozinho e por isso precisa de ajuda. Existem situações em que as pessoas não conseguem vencer se não tiver alguém para estender a mão e ajudar.
A Palavra de Deus nos ensina ajudar os irmãos que precisam de socorro (Romanos 12.13-21) e também tolerar os defeitos do nosso próximo (Romanos 15.1), seguindo o ensino de Cristo ao oferecer a outra face, andar a segunda milha ou doar a outra capa (Mateus 5.39-41).
A expressão “uns aos outros” [Allh/wn = allélon], presente no versículo também é usada frequentemente no ensino cristão de que devemos suportar os irmãos no sentido de ser suporte que os sustente em suas fraquezas (Efésios 4.2; Colossenses 3.13). Precisamos aprender a suportar mais nossos irmãos sendo mais tolerantes. Estas pessoas podem ser instrumento de Deus para nos moldar.
Devemos cumprir a lei de Cristo ao ajudar pessoas que precisam de socorro. Muitas vidas estão sofrendo tanto que não conseguem fazer nada e precisam de alguém que lhes dê apoio. Quando a pessoa está bem é cercada de amigos, mas quando estão na pior todos abandonam (Lucas 15.13-14).
Ajude seu irmão ao levar sua carga!
2- FARDO: v.5 “Porque cada um levará o seu próprio fardo”.
A expressão grega para fardo é phortion3 [forti/on], palavra no diminutivo que se referia a uma parte da carga de um navio. A expressão no “Novo Testamento, usada em sentido figurado a respeito do peso das observâncias cerimoniais”, mas também “a respeito das próprias responsabilidades e falhas” 4.
Esta segunda palavra se refere ao sentido estritamente religioso ou espiritual. O termo phortion ou fardo é usado por Jesus para falar das tradições e rituais humanos impostos pelos homens (Mateus 23.4). Isso nos mostra que significa um peso que nós mesmos procuramos e, portanto de nossa própria responsabilidade. A primeira palavra do versículo é e3kastoj = ékastos, significa ‘cada um’ e no v.3 é traduzida como ‘si mesmos’, o que indica a individualidade.
O fato de fardo (phortion) ser um diminutivo representando apenas uma parte de toda a carga de um navio, também mostra que o fardo pode ser uma coisa pequena que é considerada grande. Em muitos casos a pessoa engrandece seu problema e acha difícil assumir seus próprios compromissos. Por isso o apóstolo insiste em todo o contexto sobre a seriedade da vida cristã (Leia Efésios 6.1-8).
Jesus usou esta expressão quando disse que seu “fardo é leve” em Mateus 11.30 para nos ensinar que nos ajuda livrando-nos do “peso do pecado” (Hebreus 12.1). Deus nos promete que nossa tentação é puramente humana e nunca será maior que possamos suportar (I Coríntios 10.13). Também devemos enfrentar a provação com perseverança sabendo que Deus nos fortalece (Tiago 1.12).
Desde que a humanidade pecou tem o hábito de lançar a culpa nos outros, como Adão fez com Eva e esta com a serpente (Gênesis 3.1-8). Isso é uma tentativa de isenção da responsabilidade para não assumir as consequências. Além disso, Jesus deixou claro que “seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno” (Mateus 5.37), ensinando que devemos cumprir nossos votos diante de Deus ou compromissos com os homens (Eclesiastes 5.2-6).
Assuma suas responsabilidades diante de Deus!
Jesus nos ajuda a levar o jugo!
-CONCLUSÃO:
A cada dia se torna mais difícil a prática da vida cristã. Muitas pessoas estão acomodadas exigindo dos outros sem fazer nada. Junto a isso ainda tem igrejas e pregadores que ensinam um evangelho de facilidades sem compromisso. Consequentemente há um acúmulo de tarefas sobre poucas pessoas (Mateus 9.38). Ainda assim não podemos nos isentar de nossa responsabilidade de ajudar todos que estão ao nosso alcance além de cumprir nossos compromissos5. Somente Deus nos ajuda e fortalece “bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação” (Salmo 68.19).
Leve o seu próprio fardo e ajude seu irmão a carregar sua carga!