quarta-feira, 23 de março de 2016

mercado gospel

Mercado Gospel
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.
1Timóteo 4:1
Recentemente um cantor gospel vem causando grande polêmica por suas declarações envolvendo outros artistas da música gospel nacional. De longe a maior dessas polêmicas foi sua declaração de que “vai deixar a música gospel para cantar secularmente”, ou seja, cantar para o mundo!
Contudo, o mais absurdo de sua declaração foi dizer que “Deus foi quem o mandou fazer isso”! Deus, segundo ele, disse: “Você não vai mais compor músicas falando de Jesus, Sua obra na cruz ou as maravilhas de Deus, você vai cantar para o mundo”!
Realmente, é uma declaração espantosa, vinda de alguém que se declara crente, membro do corpo de Cristo, da Igreja que Ele comprou com Seu precioso sangue! Essa direção não foi dada por Deus, nem é obra do Espírito Santo! Veja:
“Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo”. (1Coríntios 12:3)
Ainda, outro texto diz:
“Qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade”. (2Timóteo 2:19)
Todavia, o fato ocorrido com esse cantor – que tem sido noticiado nos mais variados veículos de comunicação – é apenas o reflexo do que se passa com a comunidade evangélica contemporânea, repleta de seus “apóstolos e profetas”.
Assim como esse cantor, as vidas desses líderes evangélicos atuais destilam ostentação, luxo, opulência, mercantilismo, mundanismo, sensualidade… Os escândalos, os abusos em nome de Deus e o afastamento total das Escrituras marcam as reuniões em seus redutos intitulados de “Igreja de Cristo”.
Minha intenção, ao escrever esse texto, é para alertar o povo de Deus do engano religioso que está sendo promovido em larga escala, por todo território nacional. Nunca o Brasil foi tão assediado pelos falsos profetas como está sendo agora, que estão vindo de toda parte – principalmente da América do Norte – e fazendo aqui milhares de discípulos, que estão levando adiante a sua obra herética. Você está vendo um festival de eventos, tais como conferências, congressos, seminários e megashows poluindo e contaminando o Evangelicalismo brasileiro. É hora de dar um basta nisso.
O cenário evangélico brasileiro está, de fato, insuportável. Parece que todas as profecias do Antigo Testamento estão se cumprindo com relação às lideranças cristãs atuais como retrata, por exemplo, o profeta Miquéias:
“E disse eu: Ouvi, peço-vos, ó chefes de Jacó, e vós, príncipes da casa de Israel; não é a vós que pertence saber o juízo? A vós que odiais o bem, e amais o mal, que arrancais a pele de cima deles, e a carne de cima dos seus ossos; E que comeis a carne do meu povo, e lhes arrancais a pele, e lhes esmiuçais os ossos, e os repartis como para a panela e como carne dentro do caldeirão. Edificando a Sião com sangue, e a Jerusalém com iniqüidade. Os seus chefes dão as sentenças por suborno, e os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro; e ainda se encostam ao Senhor, dizendo: Não está o Senhor no meio de nós? Nenhum mal nos sobrevirá”. Miquéias 3.1-3, 10-11
Não é uma descrição exata, feita pelo profeta Miquéias, do perfil das grandes lideranças evangélicas de hoje?
As doutrinas essenciais do Cristianismo foram relativizadas, a fé foi secularizada. Hoje a palavra pecado é muito ofensiva, seria melhor dizer “cometi um equívoco” ou “apenas tropecei”, ao invés de dizer: “Eu pequei, quebrei a Lei de Deus, ofendi a santidade e majestade de um Deus Trino”.
O santo culto, centrado na pessoa, obra e na glória de Deus tem sido substituído pelo “profano culto ao homem”. A adoração ao Deus santo, à pessoa e a cruz de Cristo, foi grosseiramente trocada pela “pirotecnia, pirofagenta do fogo do inferno chamado de shows gospel”! Shows nos quais nenhum fator, nenhum detalhe –  o mais ínfimo sequer – é feito visando a glória de Deus. Eles visam apenas a celebração da carne!
Veja o que Deus diz a respeitos dos cultos carnais, dos megashows e do louvor e adoração contemporâneos:
“Odeio, desprezo as vossas festas, e as vossas assembléias solenes não me exalarão bom cheiro. E ainda que me ofereçais holocaustos, ofertas de alimentos, não me agradarei delas; nem atentarei para as ofertas pacíficas de vossos animais gordos. Afasta de mim o estrépito dos teus cânticos; porque não ouvirei as melodias das tuas violas”. (Amós 5.21-23)
É muito importante salientar que essa não é uma opinião rude, incompreensiva ou radical demais, mas sim a expressão exata da Palavra de Deus, que fez o vaticínio profético acima ainda no tempo do culto levítico do Antigo Testamento! Agora, imagine só na era da Igreja, no tempo do Novo Testamento e da Nova Aliança? Imagine se no Antigo Testamento essa severa repreensão foi trazida, quanto mais em nossa época, onde temos acesso à plenitude da revelação de Deus e devemos servi-Lo exatamente como nos prescreveu nessa revelação, Sua Santa Palavra?!
Leia cuidadosamente o terrível alerta dado pelo escritor de Hebreus:
Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo. (Hebreus 10:26-31)
A “igreja moderna” se carregou de iniquidade como disse Isaías:
“Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao Senhor, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás”. (Isaías 1:4)
Como poderíamos ficar indiferentes a essas aberrações teológicas, blasfêmias a “céu a aberto” contra o santo nome de Deus? Trata-se do vitupério explícito da cruz de Cristo e Seu santo sacrifício; uma blasfêmia contra o Espírito Santo que é cometida descaradamente, atribuindo essas manifestações estapafúrdias – que são muitas delas obras de Satanás – ao Santo Espírito, que regenera, santifica e aponta todo sentido da vida, a centralidade do culto, a base para adoração e louvor à bendita pessoa de Cristo!
Como, vendo tais coisas, nos conformaríamos, uma vez que o próprio Deus não se conforma? Veja:
“Deixaria eu de castigar por estas coisas, diz o Senhor, ou não se vingaria a minha alma de uma nação como esta”? (Jeremias 5:9)
Querido irmão, a Igreja de Cristo não suporta mais esses abusos! Já estamos fartos dessas “unções malucas”, “derrubar pessoas com paletó”, “curandeirismo pajelântico”, “atos proféticos” que beiram a insanidade mental, “botas de píton, para pisar os principados”, “batalhas espirituais” que fazem J.K. Rowling (Harry Potter) tremer de inveja e deixam o “Senhor dos Anéis” de J.R.R Tolkien como história para bebês… Essas insanidades vão de “fechar portal dimensional para demônios, impedindo que eles entrem”, até a “comer um prato de macarrão e beber Coca-Cola” como ferramenta de batalha contra as trevas. Isso tudo não passa de falsas visões, falsas profecias, como bem falou Jeremias:
“E até os profetas serão como vento, porque a palavra não está com eles. Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra. Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?” (Jeremias 5:13-31)
Faltar-me-ia tempo para citar a maldita Teologia da Prosperidade, que faz John Tetzel (inquisidor do século XVI) se revirar no túmulo e a venda das indulgências papais serem Banco Imobiliário (jogo infantil) – pois na Idade Média ainda se vendia e comprava algo relacionado à eternidade – enquanto que essa moderna teologia abomina a idéia de riqueza no céu, uma vez que seu imediatismo ensina o AQUI e AGORA!
Estamos vivendo uma panaceia gospel, que oferece um panteão de soluções heréticas, sofisticadas, hedonistas, místicas, coisa que surpreende até mesmo seu próprio pai, o Diabo!
Todavia, Pedro predisse que fariam negócio com a fé:
“E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita”. (2Pedro 2:1-3)
São os “apóstolos” modernos, “patriarcas”, “Paipóstolos”, julgando terem uma revelação especial, superior à da inerrante e suficiente Escritura Sagrada, tendo a pachorra de dizer que suas revelações “não foram sequer dadas por um anjo do céu – pois seria um anátema menor (Gálatas 1:8) – mas pelo próprio Deus”. Isso mesmo, esses calhordas da fé dizem terem recebido suas revelações do próprio Deus, em seus “inúmeros encontros com Ele”!
Entretanto, tudo não passa de doutrinas de demônios, como bem advertiu o apóstolo Paulo:
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência (…)”. (1Timóteo 4:1-2)
Todo o acima citado só demonstra a avalanche de heresias que esses homens têm ensinado, como bem falou, novamente, o apóstolo Pedro:
“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade”. (2Pedro 2:1-3)
É hora de levantarmos nossa voz, como o como o profeta Ezequiel:
 “E disse-me ainda: Filho do homem, vai, entra na casa de Israel, e dize-lhe as minhas palavras. Mas tu lhes dirás as minhas palavras, quer ouçam quer deixem de ouvir, pois são rebeldes”. (Ezequiel 3:4, 2:7)
Sejamos corajosos – não temendo a ira dos homens! Proclamemos ousada e destemidamente o pecado e transgressão deliberada da igreja moderna. Usem seus púlpitos, seus blogs, seus ministérios e denunciem esses salteadores, juntamente com suas heresias maléficas. Lado a lado com a denúncia do erro, ensinem a verdade, sejam estudiosos do Santo Livro (a Bíblia) e levem, como Pedro, essas pessoas até Cristo, através das sãs doutrinas, da proclamação expositiva das Escrituras e da pregação tenaz e eloquente do Evangelho fiel e verdadeiro!
Em uníssono com o profeta Joel, soemos juntos a trombeta, de tal maneira que o máximo de pessoas possam ouvir e sair do engano, da mentira religiosa, do anátema, e do caminho do inferno:
“Tocai a trombeta em Sião, e clamai em alta voz no meu santo monte; tremam todos os moradores da terra, porque o dia do SENHOR vem, já está perto”. (Joel 2:15)
O profeta Jeremias disse:
“Põe-te à porta da casa do Senhor, e proclama ali esta palavra, e dize: Ouvi a palavra do Senhor, todos de Judá, os que entrais por estas portas, para adorardes ao Senhor. É pois esta casa, que se chama pelo meu nome, uma caverna de salteadores aos vossos olhos? Eis que eu, eu mesmo, vi isto, diz o Senhor”. (Jeremias 7.2,11)
E, por fim, façamos como Senhor Jesus nos disse em Apocalipse:
“Sai dela, povo meu” (Apocalipse 18.4).
Saiam desses redutos ditos evangélicos, mas que não carregam a qualidade do Evangelho!
Saiam desse circo gospel, que insufla sensualidade, histeria e irreverência em vossas mentes!

Saiam dessas bolsas de valores evangélicas que comercializam milagres, falsificam a graça e vendem felicidade às custas da fé!
Saiam dessas sinagogas de Satanás que pregam outro evangelho, ensinando mentiras hediondas!
Saiam antes que a ira de Deus caia sobre esse lugar e vocês sejam tragados por serem coniventes com a blasfêmia contra o santo sacrifico de Cristo Jesus!
Saiam, por favor, saiam!
É muito triste, mas esse é o estado da maior parte do Evangelicalismo brasileiro. Quero deixar claro que não estou me referindo à Igreja de Cristo, que é pura, santa, regenerada, como uma linda virgem, que espera ansiosamente pela vinda de seu bendito Noivo. Estou me referindo às comunidades de bodes, lideradas por lobos; estou falando do “showbiz evangélico”, que entretém homens carnais vendendo “caro” um produto que está longe de ser o santo e sacro Evangelho de Cristo!
Oremos para que essas lideranças, juntamente com suas congregações, confessem e se arrependam de seus hediondos pecados. Que elas se voltem à prática das primeiras obras, às veredas antigas, sejam fiéis somente à Santa Escritura. Se divorciem do mundo, seus prazeres e seus benefícios e voltem a carregar a cruz, andando em um caminho estreito.
Porque temo, que se isso não ocorrer, os juízos de Deus – que estão prestes a despencar do céu – serão inevitáveis sobre essa nação e sobre a igreja moderna, pois as narinas de Deus já estão bufando de ira santa contra a iniquidade que tem imperado em nosso meio.
Que Deus tenha misericórdia de nós.

RADIO NOVA KANAAN

Essa radio e demais .....